APOIA.SE FINANCIAMENTO COLETIVO PROJETO LUTE COMO UMA GORDA

Gordofobia, Resistências e Ativismos.

Encontrar os Estudos do Corpo Gordo mudou minha vida, minha maneira de estar e fazer educação.  Desde a graduação em Filosofia na UNESP, depois na Universidad de Granada, na Espanha e em minha trajetória como professora, tenho tentando romper paradigmas de exclusão/elitização do conhecer dentro da universidade, seja pela linguagem, escrita, construção de saberes e representatividade de pessoas que como eu não tiveram acesso a uma educação de qualidade. Contudo, foi na pós graduação em Estudos de Cultura Contemporânea – UFMT,  que comecei a me encontrar como pesquisadora, ativista e autora de conteúdo sobre a despatologização das corporalidades gordes no Brasil e America latina para além dos muros da Universidade. 

Idealizei o projeto “lute como uma Gorda” em 2019 com o objetivo de democratizar saberes sobre os corpos gordes, hoje um projeto conhecido e solidificado no que cabe aproporcionar educação e acesso aos temas e estudos sobre Gordofobia.

 Defendi minha tese de doutorado em Janeiro de 2020 – lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos, tornando-me PHD em Gordofobia no Brasil,  estudos/pesquisa/escrita  elogiados e referenciados nos espaços temáticos sobre o ativismo e estudos do corpo gorde. Como consequência da grande procura e acesso a tese, o texto foi adaptado para livro em dezembro de 2020 pela editora philos. 

Desde então, venho trabalhando em muitas frentes para propagar novos saberes sobre nossos corpos gordes, propondo mais afectividade dentro das ciências humanas, estudos culturais, mas também fora dela. Subalternizar o poder-saber é um dos objetivos de meus estudos, denunciando a violência episteme sobre corpos gordes e propondo novos saberes que não patologizem essas corporalidades. 

Tenho desenvolvido trabalhos pedagógicos de propagação desses estudos através de tutorias, assessorias, palestras, textos acadêmicos e ativistas, cursos, workshops, redes sociais, blog, grupos de estudos , bancas, aulas abertas e de formação sobre os Estudos do Corpo Gordo no Brasil e America latina. 

Fundei em 2017 o primeiro Grupo de Estudos Transdisciplaners das Corporalidades Gordes no Brasil , hoje conhecido como PESQUISA GORDA. Faço parte de um coletivo feminista GORDAS XÔMANAS em Cuiabá – Mato Grosso, colaboradora escritora no Todas Fridas, Editora Philos e no Margens, colunista no guru da Cidade e tenho parceria com a marca feminista PUTAPEITA.

Sou professora há 22 anos, não tenho trabalho pela CLT, nem fixo, vivo dos freelas, e algumas aulas que ministro em uma cooperativa educacional onde moro, Chapada dos Guimarães no Mato Grosso; e por ser uma cidade pequena com pouca/nenhuma infraestrutura é preciso se reinventar para dar conta de pagar as depespesas. Com a pandemia a situação ficou mais tensa ainda porque muitos trabalhos presenciais pagos foram desmarcados.

Foi então que pensando numa estrategia para poder continuar esse trabalho e avançar a outras frentes nessa proposta de uma educação antigordofobia,  e a necessidade de consigar pagar minhas contas e alguns gastos que temos com toda essa produção, fiz uma escolha em 2020 que é tentar me manter, fazendo o que eu amo, me realizo, e tenho ajudado muitas outras pessoas a entenderem os corpos gordes por outro ponto de vista: mais humano, alegre e afetivo. 

Muitas amigas, ativistas, pesquisadores que acompanham, incentivam e consomem meu trabalho começaram a me sugerir uma campanha coletiva para que eu não desistisse desse trabalho porque uma hora vai ficar insustenbtável, fiquei meio relutante a essa ideia, mas me rendi a que juntes podemos construir algo e sozinha não chegarei a esquina de casa.

Assim, montei a campanha Lute como uma gorda!  para me ajudar e ajudar todas as pessoas que acabam entrando nessa onda gorda na militância antigordofobia através da Educação junto comigo. 

A proposta é a seguinte: você pode doar o quanto puder, mas o quanto você puder mesmo, sem ser um peso.  Apoia esse projeto/tese/vida/ativismo/pesquisa e vira uma amiga/amigue/amigo apoiador do projeto lute como uma gorda! Com esse apoio, você, em primeira mão, terá acesso a todo conteúdo, pesquisas e trabalhos produzidos pelo projeto e pela autora Malu Jimenez, descontos em cursos, worshops, livros e materiais didáticos. 

Então é simples: 

Você apoia o Projeto lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos, para que a gente produza  educação/arte/ciência/redes  para um mundo menos gordofóbico, e ainda ajuda que esse conteúdo chegue em mais lugares e pessoas possíveis.

Lembrando que todo o trabalho é realizado à partir da pesquisa, ciência, estudos. Meu trabalho é à partir da construção de epistemologias sobre os corpos gordos dentro da academia, mas que se faça uma tradução, adaptação a linguagens e formatos mais acessiveis e populares, a ideia é que esses saberes cheguem em o maior numero de pessoas que a gente conseguir alcançar.

COMO APOIAR

Clique no botão da Campanha e comece a colaborar à partir de 2,00

Publicado por LUTE COMO UMA GORDA

O Projeto Lute como uma Gorda, surgiu com a necessidade de levar para fora da academia a discussão sobre GORDOFOBIA e os Corpos Gordos femininos, essa ideia é uma extensão-ação, anexa ao espaço virtual (Istagram/Facebook), etapa importante das investigações de doutoramento da idealizadora do projeto. A questão de discussão central, de todas as ações deste projeto estará na provocação da reflexão sobre a estigmatização do corpo gordo feminino em sociedade e suas consequências. Como forma de chamamentos e provocações, para as questões da Gordofobia em nossa sociedade, desenvolvemos rodas de conversas, Workshops e Minicursos Temáticos; Assessoria para profissionais de diversas áreas, Distribuição de Cartilhas Informativas, Artigos, Redes Sociais, etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: