APRECIAÇÃO

Nas estórias do meu corpo com os afetos, somam-se (des)encontros. Me lembro de versões minhas antigas, que quando apaixonadas por alguém entoavam em silêncio, como quem faz oração: tomara que meu corpo não seja um problema. Tomara que o formato dos meus seios não seja um problema, que o contorno da minha barriga não sejaContinuar lendo “APRECIAÇÃO”

meu corpo minha festa

meu corpo, minhas regras – grito de ordem feminista La Iglesia dice: El cuerpo es una culpa. La ciencia dice. El cuerpo es una máquina. La publicidad dice: El cuerpo es un negocio. El cuerpo dice: Yo soy una fiesta – “Las palabras andantes‎” – Eduardo Galeano Texto e Imagens de Íra Barillo Cria imagensContinuar lendo “meu corpo minha festa”

O desafio de se envolver com uma mulher gorda e preta

Importante começar esse texto dizendo que ele não é fácil de ser lido e, se assim como eu, você é uma mulher gorda e preta, vai ser difícil de ler. Nesses cinco anos que eu enfim venho encarando a questão racial de frente, muitas questões vem permeando a minha existência, mas a que mais meContinuar lendo “O desafio de se envolver com uma mulher gorda e preta”

MEU CORPO GORDO

Um corpo. Um corpo gordo. Meu corpo gordo. Perdi a conta de quantas vezes deixei de viver os momentos, de quantas vezes deixei de estar em algum lugar ou fazer algo por completo, apenas porque meu corpo era diferente, era um corpo gordo. Depois de viver muitos anos assim, triste e escondida, estou lutando contraContinuar lendo “MEU CORPO GORDO”

Discoperformance: “A FELICIDADE DO CORPO GORDO”

Discorperfomance: “A Felicidade do Corpo Gordo”, de DJ Nanny. Essa discoperformance a gente vem mostrar o outro lado, que é a felicidade de ser gorde. Somos muito felizes em ser gorda, temos o prazer em amar esse corpo que é tão desprezado, e que tão nos faz sentir bem.