APOIA.SE FINANCIAMENTO COLETIVO PROJETO LUTE COMO UMA GORDA

Gordofobia, Resistências e Ativismos. Encontrar os Estudos do Corpo Gordo mudou minha vida, minha maneira de estar e fazer educação.  Desde a graduação em Filosofia na UNESP, depois na Universidad de Granada, na Espanha e em minha trajetória como professora, tenho tentando romper paradigmas de exclusão/elitização do conhecer dentro da universidade, seja pela linguagem, escrita,Continuar lendo “APOIA.SE FINANCIAMENTO COLETIVO PROJETO LUTE COMO UMA GORDA”

Pode um Corpo Gordo ser Anticapitalista?

A Tenda de Livros fará sua primeira transmissão ao vivo e será com tradução. Convidei ativistas e artistas gordas anticapitalistas do Brasil, Chile, Argentina e México para falarem de suas pesquisas sobre corpo gordo. Artistas, filósofas, escritoras, pesquisadoras decoloniais e ativistas de movimentos sociais anarquistas, feministas, antiespecista, LGBTTTQ+ e negro de diversas gerações compõem aContinuar lendo “Pode um Corpo Gordo ser Anticapitalista?”

CHAMADA PÚBLICA PARA ARTIGOS E ENSAIOS – RBSE REVISTA BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA DA EMOÇÃO

Chamada Pública para Artigos e Ensaios para RBSE Revista brasileira de Sociologia da Emoção

Dossiê: Corporalidades Gordas: emoções, cultura e resistência.

curso online | Insurgências Gordas

Intensivo reúne nomes da pesquisa e militância gorda do país em aulas online com temas que vão de saúde mental a racismo; de filosofia à literatura;  Estão abertas as inscrições para o curso Insurgências Gordas, que ocorre entre os dias 18 e 28 de janeiro de 2021. Com curadoria das pesquisadoras e escritoras gordas JéssicaContinuar lendo “curso online | Insurgências Gordas”

PUBLICAÇÕES LUTE COMO UMA GORDA! Por Malu Jimenez

Muita gente me pergunta, pede, especula sobre minha produção textual como consequência de minhas pesquisas no Doutorado em Estudos de Cultura Contemporânea na UFMT e, agora no Pós Doutorado em Psicossociologia na UFRJ sobre gordofobia. Então, resolvi deixar aqui a disposição de quem tiver interesse, quiser ler, consultar, divulgar, fiquem a vontade! Importante dizer queContinuar lendo “PUBLICAÇÕES LUTE COMO UMA GORDA! Por Malu Jimenez”

O DIA DA DEFESA Lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos

Foi ontem e eu já postei cositas sobre esse momento especial, mas ainda tem muita coisa pra dizer, porque essa história não se resume num post ou dois rsrsrsrs … Ela é imensa de gorda e eu vou inundar as redes, as ruas, os corações com minha pesquisa e suas reverberações! Ainda em êxtase, precisoContinuar lendo “O DIA DA DEFESA Lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos”

O corpo gordo feminino como resistência !

Para Denise Sant’anna (1995: 12), “o corpo é, ele próprio um processo. Resultado provisório das convergências entre técnica e sociedade, sentimentos e objetos, ele pertence menos à natureza do que à história.” Cada grupo social imprime expectativas em torno ao corpo. Para Foucault (1997: 127), em qualquer sociedade o corpo é um locus de poder,Continuar lendo “O corpo gordo feminino como resistência !”

Como pode? Mulher gorda pode!

Há anos, já perdi a conta de quantos, venho experimentando uma exclusão sob a mirada vigilante e julgadora de pessoas dentro do meu convívio social. Um olhar diferenciado que me diz coisas, de repulsa, engano, reprovação, aversão, nojo, medo e muitos outros diversos sentimentos expressados, apenas com o afrontar através dos olhos e algumas vezesContinuar lendo “Como pode? Mulher gorda pode!”

MEU CORPO GORDO É POLÍTICO: RESISTE AOS PADRÕES DA BELEZA E SAÚDE.

Muitas mulheres mandam depoimentos por minhas redes “Estudos do Corpo Gordo Feminino”, perguntando como eu consegui ver meu corpo gordo grande, de outra maneira, que não fosse através do que as mídias capitalísticas vendem por beleza e saúde. Talvez não nessas palavras, mas se resumem a isso: Como eu consegui ou consigo ultrapassar a concepçãoContinuar lendo “MEU CORPO GORDO É POLÍTICO: RESISTE AOS PADRÕES DA BELEZA E SAÚDE.”

Mulheres Gordas numa sociedade lipofóbica, merecem a sororidade de todas, todos e todes.

O que é ser gorda numa sociedade lipofóbica? Já se perguntou isso? Já parou para pensar, o que é viver num corpo social que prega a magreza como felicidade, para uma mulher que não se encaixa nesse corpo endeusado no mundo contemporâneo? Se não, deveria, essa ação é a tal palavrinha mágica que está naContinuar lendo “Mulheres Gordas numa sociedade lipofóbica, merecem a sororidade de todas, todos e todes.”